terça-feira, 26 de março de 2013

PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS - PAA




Participei na manhã de hoje (26/03/2013), na Câmara de Vereadores de Piratini de uma reunião, com representantes de Associações do município, Cooperativas, Secretaria de Agricultura, Sindicato e Emater, em pauta Programa de Aquisição de Alimentos – PAA.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma ação do Governo Federal criada para contribuir com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil.

Mas não é só isso. O PAA é uma importante ferramenta de fortalecimento da agricultura familiar.

O Programa utiliza processos de comercialização que favorecem a compra direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, promovendo a agregação de valor a produção.

OBJETIVOS DO PAA
·         
  • Permitir que os agricultores familiares armazenem seus produtos para que   sejam comercializados no momento propício, a preços mais justos;
  •  Promover a inclusão social no campo por meio do fortalecimento da agricultura familiar;
  • Contribuir para a formação de estoques estratégicos;
  • Garantir o acesso a alimentos em qualidade, qualidade e regularidade necessárias às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional.
Mais renda para quem produz e comida na mesa de quem precisa


Para saber mais;

Outras informações sobre o PAA podem ser obtidas nas Delegacias Federais do MDA nos Estados, nos escritórios das empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural e nas Superintendências Estaduais da Conab.

Acesse também:

Email: paa@mda.gov.br e telefone (61)2020-0788

segunda-feira, 18 de março de 2013

ENCONTRO DE VEREADORES E VEREADORAS DO PT



Encontro de Vereadores e Vereadoras na manhã de sábado (16), no Ritter Hotel em Porto Alegre, a abertura do encontro foi feita pelo Governador Tarso Genro.

Foram pautados no encontro a Reforma Tributária, a Reforma Política e a democratização dos meios de comunicação foram destaque no debate petista. O governador Tarso Genro, o deputado federal Henrique Fontana relator da Reforma Política e Raul Pont presidente do PT/RS aprofundaram os temas. Os líderes petistas ressaltaram a importância dos vereadores e vereadoras do partido para levar este debate a todos os municípios do Rio Grande. “Estas mudanças são a condição para termos certeza de um novo ciclo de crescimento do Brasil”, sublinhou o governador Tarso Genro.

No debate ainda, o papel dos (as) vereadores (as) do PT como responsável na construção do partido e de seu projeto estratégico para o País. “Levar o programa partidário através de nossas ações, seja no executivo ou no legislativo, é o que nos distingue dos demais partidos”, salientou Pont em sua fala de fechamento do Encontro.

A atividade também se caracterizou pela troca de experiências entre os participantes, pela divulgação de material de conteúdo programático e de um banco de projetos que marca o “modo petista de legislar”.

Os presentes elegeram uma Coordenação Executiva que vai organização a Associação vereadores e vereadoras e preparar o calendário de seminários regionais para a integração dos legisladores do PT no Estado.

Ao final a Secretaria Estadual de Mulheres do PT/RS prestou homenagem a militante do movimento Márcia Santana com um vídeo de sua trajetória de lutas.


Vereadores do PT de Canguçu (Formiga/Rodinha), eu e o Governador Tarso Genro


ABERTURA 10ª COLHEITA DO ARROZ AGROECOLÓGICO


O governador Tarso Genro juntamente com demais autoridades participou nesta sexta-feira (15) da abertura oficial da 10ª colheita do arroz agroecológico. A cerimônia contou com mais de 1,5 mil pessoas e foi realizada no maior assentamento do Estado, Filhos de Sepé, em Viamão. Durante o ato, foram assinados dois convênios que preveem investimentos de R$ 1,7 milhão.

Um deles é referente à entrega de uma retroescavadeira, no valor de R$ 230 mil, proveniente do convênio entre Governo do Estado, Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e Cooperativa Central dos Assentamentos do Rio Grande do Sul (Coceargs). O outro, de R$ 1,5 milhão, prevê a inclusão da Cédula do Produtor Rural (CRP) para a criação de uma conta de estoque para agricultores da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre Ltda (Cootap) e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O governador destacou as medidas aplicadas pelo Estado para o desenvolvimento da Reforma Agrária no Estado. "As diversas políticas criadas para a Reforma, a organização dos movimentos sociais, a produção dos alimentos e a concepção da importância de um alimento mais saudável foram etapas que vencemos". Acompanhado do secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Ivar Pavan, e do ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, Tarso valorizou a participação dos movimentos sociais. "É fundamental termos esses grupos bem organizados".

Investimentos

Para o secretário Ivar Pavan, os resultados refletem o trabalho do Governo à frente da Reforma Agrário do Estado. "Nunca antes na história do Rio Grande do Sul um governo investiu tanto em Reforma Agrária. O Plano Safra de 2011/2012, por exemplo, apoiou em mais de R$ 6 milhões as cooperativas e prefeituras através de convênios para infraestrutura básica dos assentamentos".

Pavan destacou ainda a anistia de dívidas dos agricultores e o Decreto que garantiu a criação de um Grupo de Trabalho com ênfase nas famílias acampadas. "Já podemos comemorar, pois a nossa renda bruta será 20% maior do que a supersafra que tivemos em 2011. Isso em razão do melhor preço, das condições climáticas favoráveis, das políticas públicas e dos avanços tecnológicos".

O ministro de Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, reforçou o seu comprometimento em trabalhar para alinhar a parceria entre governos Estadual e Federal e garantiu que o objetivo é zerar as famílias acampadas no Rio Grande do Sul. Vargas afirmou que as prefeituras terão de assumir compromisso com os governos sobre o uso das máquinas cedidas. "Estamos doando para prefeituras de municípios com até 50 mil habitantes retroescavadeiras e motoniveladores, visando melhorar as estradas que ligam os assentamentos. Para tanto, exigimos a fiscalização e o comprometimento dos municípios".

Colheita

A colheita é promovida pelo Grupo Gestor do Arroz Agroecológico, que desde 1999 desenvolve a produção do arroz agroecológico nos assentamentos da reforma agrária do Estado. O representante do Grupo, Émerson Giacomelli, destacou a evolução na produção do arroz. "Antigamente tínhamos uma área de 467 hectares para a safra, hoje já são mais de 3,4 mil hectares". Ampliar a atuação e o espaço físico é uma das prioridades da Coceargs. "Temos o objetivo de produzir nossa própria semente e ter um espaço destinado exclusivamente ao armazenamento", afirmou Giacomelli.

Texto:Ascom/SDR
Edição: Redação Secom (51) 3210-4305